Dicas para usar o Wi-Fi público com segurança.

Dicas para usar o Wi-Fi público com segurança.

Olá!

Tudo bem com vocês?

Hoje a dica é sobre o mundo digital.

Está viajando e não contratou um plano de dados internacional? O Wi-Fi público gratuito é um daqueles pequenos luxos que podem tornar a viagem mais fácil, mas você precisa tomar alguns cuidados quando for usá-lo. Veja abaixo algumas dicas do site Cnet para usar o Wi-Fi público no laptop, smartphone ou tablet.

  1. Escolha sabiamente sua rede

Ao tentar se conectar a um Wi-Fi, vale a pena fazer sua lição de casa antes de escolher qualquer rede aberta ou não familiar. Por exemplo, se você estiver em um café ou biblioteca pública, certifique-se de verificar o nome da rede com a equipe local antes de conectar.

É muito fácil para alguém que quer interceptar dados em um ataque configurar uma rede chamada “Wi-Fi” ou qualquer outra variação que inclui o nome de um local nas proximidades para fazer você pensar que é uma fonte legítima.

Se você está se conectando via Windows, certifique-se de desativar o compartilhamento de arquivos e marcar a conexão Wi-Fi como rede pública.

Você pode encontrar essa opção nas configurações de compartilhamento avançadas em Painel de Controle > Rede e Internet > Rede > Central de Rede de Compartilhamento > Alterar as Configurações de Compartilhamento Avançadas. Desligue, então, o compartilhamento de arquivos. Você também deve ligar o Firewall do Windows ao se conectar a uma rede pública, se ainda não estiver ativado. Essas configurações também são encontradas no Painel de Controle> Firewall do Windows.

Já no Mac, abra as Preferências do Sistema e vá ao ícone Compartilhamento. Em seguida, desmarque a caixa de seleção ao lado de Compartilhamento de Arquivos. Você também pode ativar o firewall do OS X ao entrar em Preferências do Sistema, Segurança e Privacidade e clicar na guia Firewall.

  1. Use uma VPN

Criar uma rede privada virtual (VPN) é uma das melhores maneiras de manter sua sessão de navegação protegida. A VPN criptografa o tráfego entre o seu dispositivo e o servidor VPN, o que significa que é muito mais difícil para um intruso ter acesso aos seus dados.

Se você ainda não tem uma VPN, existem outras opções disponíveis. Uma delas é a implementação do SecurityKISS que oferece acesso VPN ad-free com dados limitados a 300MB/dia. Essa capacidade dá bastante margem para verificar e-mail, olhar mapas entre outros.

Há muitos outros serviços de VPN disponíveis, com opções pagas e gratuitas. Vale a pena fazer uma pesquisa para descobrir qual é o melhor para suas necessidades, especialmente se você é um ‘heavy user’.

  1. Verifique as HTTPS

Antigas práticas são válidas. Por isso, verifique o navegador de sites para ter certeza de que eles são seguros. Uma maneira de forçar seu navegador a utilizar HTTPS é por meio de uma extensão, como o HTTPS Everywhere. Essa opção está disponível para Chrome, Firefox, Firefox Android e Opera.

  1. Verifique também seus aplicativos

É hora de começar a formar bons hábitos de patches de aplicações. Mantenha seu navegador e dispositivos conectados à internet atualizados com suas últimas versões, mas certifique-se de fazer isso em uma rede confiável, em casa ou no trabalho, e não em um Wi-Fi público.

Houve casos de turistas pegos de surpresa ao se conectarem a redes Wi-Fi públicas ou em hotéis quando seus dispositivos pediam para atualizar um pacote de software. Quando o usuário aceitou, um malware foi instalado na máquina.

Além disso, se você estiver usando um dispositivo móvel, não assuma que seus aplicativos são automaticamente seguros. Neste caso, você deve usar o navegador para fazer login no serviço e verificar se há uma conexão HTTPS na barra de status.

  1. Use autenticação de dois fatores

É uma boa prática habilitar a autenticação de dois fatores para os serviços que usa, como Gmail, Twitter e Facebook. Dessa forma, mesmo se alguém conseguir ter acesso a sua senha em um Wi-Fi público, terá tem uma camada adicional de proteção.

Tente ainda não usar a mesma senha em vários serviços. Há uma série de sistemas de gerenciamento de senhas disponíveis para tornar a sua vida mais fácil.

  1. Esqueça a rede

Certifique-se de fazer logoff de qualquer serviço que tenha acessado. Em seguida, acione seu dispositivo para esquecer a rede. Isso significa que seu telefone ou PC não irá se conectar automaticamente à rede novamente.

Por fim, tenha cuidado com o que você faz no Wi-Fi público. É melhor deixar para fazer transferências no internet banking quando puder se conectar a uma rede segura.

Gostaram das dicas?

Um abraço.

Comente aqui.