Junho Vermelho. Campanha visa a estimular a doação de sangue em todo o país.

Junho Vermelho. Campanha visa a estimular a doação de sangue em todo o país.

Junho Vermelho.

Campanha visa a estimular a doação de sangue em todo o país.

O apelo pela doação de sangue é recorrente durante todo o ano, mas no mês de junho essa causa ganha um reforço por conta da campanha Junho Vermelho.

A ideia é estimular a doação de sangue durante o inverno, pois nesse período há uma redução significativa nos estoques e crescimento na demanda.

As férias do meio do ano e o frio costumam afastar os doadores.

As baixas temperaturas e a maior ocorrência de dias chuvosos em parte do Brasil são alguns dos fatores que contribuem para a redução dos estoques. É estimada uma queda de 30% nos hemocentros durante esse período.

A Organização Mundial da Saúde (0MS) recomenda que pelo menos 3% da população de um país seja doadora. No Brasil, esse número é de 1,8%.

Durante todo o mês de junho alguns monumentos e instituições de várias cidades do país são iluminados com a cor vermelha, que simboliza a campanha.

Com uma única doação é possível salvar até quatro vidas, visto que o material é separado em diferentes hemocomponentes: concentrado de hemácias (glóbulos vermelhos), concentrado de plaquetas, plasma e crioprecipitado, que podem ser utilizados em diversas situações clínicas.

Nos hospitais, a falta de estoque de sangue pode acarretar inúmeros problemas, inclusive o cancelamento de uma cirurgia, por exemplo.

Seja um doador.

Confira os requisitos:

– Pesar mais de 50 quilos;

– Estar descansado;

– Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação);

– Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas quatro horas;

– Não ter recebido transfusão de sangue nos últimos 12 meses;

– Não estar com febre, gripe ou resfriado;

– Se mulher, não estar grávida, amamentando ou ter tido parto normal ou aborto há menos de três meses. Em caso de cesárea, seis meses;

– Após aplicar piercing aguardar três dias para doar;

– Após fazer uma tatuagem aguardar 12 meses;

– Após vacina da gripe ou rubéola aguardar 30 dias;

– Após vacina da gripe H1N1 aguardar 48 horas;

– Não ter antecedentes de hepatite após 10 anos de idade;

– Não ter antecedentes de doença de Chagas;

– Diabéticos que não façam uso de insulina.

Procure um hemocentro na sua cidade e faça a sua parte.

O seu sangue é vida para outras pessoas!

Comente aqui.